Qual o futuro do escritório?

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Qual o futuro do escritório_
Tempo de leitura: 6 minutos

Qual o futuro do escritório?

Antes da pandemia do coronavírus, os escritórios era o lugar onde milhões de pessoas passavam cerca de um terço do tempo. E agora : qual o futuro do escritório?

Neste artigo trazemos algumas reflexões importantes e no final gostaria muito de poder ouvir sua opinião.

No entanto, desde o bloqueio( lockdown), quase metade da força de trabalho do Reino Unido diz que tem trabalhado em casa. No Brasil apesar de grande parte da força de trabalho residir em lugares onde o home office é praticamente impossível,ainda assim percebemos essa grande mudança.Algumas empresas sugeriram que isso pode se tornar o futuro.

“A noção de colocar 7 mil pessoas em um prédio pode ser coisa do passado”, disse o chefe do Barclays Bank, enquanto o chefe do Morgan Stanley disse que o banco terá “muito menos imóveis”. O empresário Sir Martin Sorrell disse que preferia investir os £ 35 milhões de libras que gasta em escritórios caros em pessoas.

No Brasil o Bradesco estuda fechar mais de 1000 ( 683 já foram fechadas) agências ainda em 2020. E projeta fechar em 2021 mais ainda. Onze (11) prédios que pertenciam e adquiridos ao HSBC em Curitiba foram desativados.

Como o escritório foi inventado

Agora o jogo está pronto para o escritório como o conhecemos, sugere Bruce Daisley( o Vice-President do Twitter na Europa), que é o autor de The Joy of Work.

“Infelizmente, podemos ficar confusos com isso, mas acho que o escritório na forma que costumava ser é provavelmente agora uma coisa do passado”, disse ele ao programa Today da BBC Radio 4.

 “Eu estava conversando com alguém que trabalha em um grande meio de comunicação na semana passada e ele disse que costumávamos ter 1.400 pessoas entrando neste escritório todos os dias. Nas últimas oito semanas tivemos 30 pessoas e o produto não mudou .

“Ele disse que qualquer pessoa que pensa que as coisas vão voltar a ser como eram é uma banana.”

“Não adianta ficar muito nostálgico porque o jogo mudou, diz o Sr. Daisley”

Mas declarar o fim do escritório não está claro, diz o professor André Spicer, da Cass Business School da City University

Ele prevê uma “redução radical” no tempo que as pessoas passam no escritório – mas diz que o trabalho no escritório não terminará para sempre. Uma razão para isso, ele sugere, é que os trabalhadores em casa (home office) tendem a não ser promovidos tão rapidamente – “Eles tendem a ser esquecidos”.

Portanto, com uma recessão a caminho, as pessoas podem querer estar mais visíveis.

Principalmente em tempos de crise econômica, as pessoas começarão a pensar: quero estar no local de trabalho, o patrão precisa me ver”, acrescenta.

O professor Spicer também sugere que os escritórios permanecerão como centros onde os gerentes seniores ficam baseados, com os funcionários indo uma ou duas vezes por semana para se encontrar com seus chefes. Isso parece ser semelhante ao plano do Twitter, permitindo que a equipe trabalhe em casa para sempre – embora mantenha os escritórios abertos se as pessoas quiserem ir..

Cinco maneiras de trabalhar bem em casa

Cuidou enquanto trabalhava de casa

Trabalhar em casa não é novidade – está em alta nas últimas décadas no mundo todo – e muitas empresas já estão tentando economizar dinheiro no aluguel contratando um espaço de co-working.

“Acho que o custo é um grande impulsionador”, segundo o professor Spicer. “Acho que muitas empresas dirão que estamos gastando todo esse dinheiro com aluguel, então vamos passar a trabalhar mais em casa. Isso já estava acontecendo.”

Como isso nos afetará? E o futuro do escritório ?


Muitos de nós já descobrimos algumas das vantagens e problemas de trabalhar em casa. 

Alguns são óbvios – sem deslocamento; menos chance de socializar com colegas. Mas outros vão ao âmago de nossa identidade.

“Acho que todos devemos gritar com o que estamos perdendo”, diz Lucy Kellaway, que escreveu livros de ficção e não-ficção sobre escritórios. “Acho que a coisa mais importante sobre o escritório é que ele dá algum tipo de significado ao que fazemos. 

A maior parte do que fazemos em nossos laptops – vamos ser francos – é praticamente sem sentido.

“A melhor maneira de pensar que há algum sentido nisso é ter outras pessoas sentadas ao seu redor fazendo a mesma coisa.”



Antes do século 18, a maior parte do trabalho de escritório era feita em casas e cafés

Ela acrescenta que os escritórios nos mantém sãos e nos dão uma rotina.

Entenda o novo clima organizacional nesse artigo aqui.

“E quando estivermos lá, podemos ser uma pessoa diferente”, disse ela. 

Eu não sei sobre você, mas estou absolutamente farta de ser a mesma pessoa o dia todo enquanto fico desleixada em casa. Quero ter roupas diferentes, ir para o escritório, ver pessoas diferentes que se tornaram meus amigos para a vida toda e dar uma risada completa quando eu estiver lá. “

Agora imagine como isso poderá afetar a indústria da moda e outras indústrias. Reflita um pouco sobre as mudanças de consumo e do comércio. Como está o crescimento do E-commerce? 

Como trabalhar remotamente em tempo integral ?

O professor Spicer afirma que estudos mostram que as pessoas que trabalham em casa são mais produtivas e mais felizes – especialmente sem o deslocamento diário, um dos principais fatores que tornam as pessoas infelizes. Em cidades como Recife e São Paulo as pessoas gastam( ou perdem) em média 2 horas do seu dia em transporte público. 

Considere isso ao longo de 12 meses. São 10 horas por semana o que representa 22,5 dias perdidos em deslocamentos. 

 Ou seja em 16 anos de trabalho você deve ter perdido algo 01 ano de vida em deslocamentos.

Mas, entre as desvantagens, ele cita um estudo que mostra que os trabalhadores em home office se sentem “no exílio” e, portanto, “carentes de seus patrões”.

“Chamar a atenção do chefe torna-se sua principal função. É aquele desejo de ser visto fazendo coisas e, quando você não está, fica um pouco preocupado e paranóico. Isso é uma desvantagem para funcionários e empregadores.”


Outra desvantagem é o risco de que o trabalho doméstico possa “agravar as desigualdades”, diz o professor Spicer – por exemplo, entre aqueles que têm mais espaço em casa do que outros e entre homens e mulheres.

” A razão óbvia para isso … a maioria dos cuidados infantis e das tarefas domésticas ainda são realizados pelas mulheres.”

Enquanto isso, os trabalhadores mais jovens perderão a oportunidade de aprender com seus colegas mais experientes, e as conversas informais que levam a boas ideias acabarão.

“Infelizmente, acho que, se não tomarmos cuidado, muitas empresas vão se livrar das coisas mágicas que tornam o trabalho tão produtivo e criativo”, diz ele.

Aqui no Meets estamos bastante atentos sobre qual o futuro do escritório

e a essas mudanças pois entendemos que somos parte da construção de um trabalho mais criativo e produtivo. Quando criamos o Meets sempre tivemos o foco em ter uma relação com o trabalho menos estressante e mais prazerosa.

Mas, quer o trabalho em casa seja temporário ou veio para ficar, o anseio pela vida no escritório continua para alguns. 

“As reuniões são muito animadas”, dizem alguns , eu adoraria sentar ao redor de uma mesa de reunião de verdade com algumas pessoas de verdade e um prato de biscoitos de verdade agora mesmo.”

Em 2015, os gerentes da Buffer, uma startup de mídia social de São Francisco, decidiram fechar seu escritório que pagavam US $ 7.000 por mês quando perceberam que a maioria dos funcionários trabalhava em casa. 

Agora, a equipe de 90 pessoas está espalhada pelo mundo. Um deles trabalhava todos os dias enquanto viajava pelo mundo. Outro fez isso em um cruzeiro, embora o wi-fi irregular o tornasse longe do ideal.

Aqui, dois funcionários  da Buffer, Andy Yates e Carolyn Kopprasch, compartilham seus conselhos para o trabalho remoto bem-sucedido.

1. Encontre espaço para bate-papo

“Fazemos ‘masterminds’, o que ajuda em parte”, diz Andy. “Eles fazem parceria com você e com outra pessoa na empresa e você tem um bate-papo quinzenal ou semanal. E temos um canal do Slack chamado ‘refrigerador de água’ para apenas coisas aleatórias que surgem.”

2. Reserve um tempo para envolver as pessoas

“Aquela descoberta fortuita que você superaria conversando com alguém no almoço ou na sala de descanso tem que ser feita de forma muito criativa e intencional”, diz Carolyn, “e isso leva tempo e esforço. Por exemplo, uma de nossas colegas de equipe, Nicole, faz um resumo semanal de ‘coisas que você talvez não soubesse’, em que ela examina toda a comunicação de toda a empresa e revela coisas interessantes.

“Isso dá muito trabalho. Mas é o tipo de coisa necessária para fazer funcionar em uma empresa com tantas pessoas que estão todas espalhadas e não podem almoçar juntas.”

Os chats de vídeo em grupo também são gravados e compartilhados com colegas em outros fusos horários que não puderam participar.

3. Conheça pessoalmente

“Fazemos retiros todos os anos e, em seguida, realizamos pequenos encontros com equipes mais focadas no trabalho”, diz Andy. Infelizmente, o retiro deste ano na Grécia para todos os funcionários do Buffer foi cancelado por causa do coronavírus.

Funcionários do mesmo país ou de países vizinhos também se encontram, e alguém vai conhecer os novos funcionários pessoalmente.

4. Liberdade, dentro da razão

“A única coisa que fizemos que foi verdadeiramente catastrófica foi experimentar uma estrutura verdadeiramente plana”, diz Carolyn. “Indicamos este conceito de que, se você der liberdade às pessoas, elas farão seu melhor trabalho. Mas aprendemos que os gerentes realmente agregam muito valor e estrutura.

 As pessoas realmente gostavam de ter alguém a quem prestavam contas, alguém com quem conversavam regularmente e os desbloqueia com desafios.

“Quando nos livramos do conceito de gerentes e éramos remotos, foi uma espécie de desastre. A comunicação simplesmente falhou.”

Aqui no Meets estamos sempre em um processo de evolução. Apesar de sermos uma empresa de tecnologia e inovadora, sempre estamos buscando soluções que melhoram o relacionamento e agregue combustível para nossa jornada. Somos o primeiro CRM no Brasil e talvez no exterior com integração com o Whatsapp. 

Essa possibilidade hoje tem ajudado empresas a crescer no meio de toda essa pandemia.

Se você tiver interesse em testar nossa solução, crie sua conta gratis aqui e fale com nossos consultores .

Veja esse vídeo do Papa Francisco sobre ” Como enfrentar uma crise”

Tavares

Tavares

Deixe seu comentário

Posts Recentes

Sobre nós

O Meets foi concebido para tornar as coisas simples e práticas. Ao permitir que você visualize todo o seu processo de vendas acompanhando as atividades certas a serem realizadas.

Siga-nos

Vídeo Tutorial

Comece com conta GRATUITA!

Nenhum cartão de crédito é necessário.
Ao clicar em “Cadastre-se”, você concorda com a nossa Política de Privacidade

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies necessários para o seu funcionamento e necessários para atingir os objetivos ilustrados na política de cookies. Se você quiser saber mais ou retirar seu consentimento para todos ou alguns dos cookies, consulte a política de cookies . Ao fechar este banner, rolar esta página, clicar em um link ou continuar a navegar de outra forma, você concorda com o uso de cookies. Mais informações

As configurações de cookies neste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você estará concordando com isso.

Fechar