7 Passos Infalíveis para você fazer apresentações de alta performance

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
como fazer apresentações
Tempo de leitura: 9 minutos

7 Passos Infalíveis para você fazer apresentações de alta performance

 

Entenda como  fazer apresentações de Alta Performance . O que torna uma apresentação um sucesso? 

Nesse artigo vamos falar um pouco sobre isso e o objetivo aqui é que você possa aprender a identificar sua narrativa, recorrer à lógica e à emoção, ganhar credibilidade, preparar slides e fazer uma apresentação convincente, seja ela presencial ou online.

Aqui você encontrará dicas para aprimorar e desenvolver a arte de falar e fazer apresentações em público com tranquilidade e segurança.

Primeiro entenda um pouco o que compõem a oratória:

A forma como o orador se apresenta;

  • Sua postura;
  • Sua imagem;
  • Sobretudo o poder de argumentação.

 

Tudo isso contribui para convencer ou não o interlocutor.

Falar bem e saber argumentar são quesitos fundamentais nos profissionais de hoje e podem ser aprendidos e  também aperfeiçoados através de estudo e de oratória na prática.

Falar bem, persuadir, ter uma boa retórica, ser eloquente, já deixou de ser considerado a muito tempo um diferencial competitivo no mercado de trabalho, o profissional globalizado sabe que hoje é essencial.

Um fator prejudicial ao falar em público é o famoso nervosismo. A maioria das pessoas que precisa falar em público chamam o nervosismo com a ansiedade, deixando de fazer o que é necessário, para se preocupar com os pensamentos alheios ou coisa do gênero. 

Só que neste caso o fato é que, não temos domínio sobre os pensamentos das pessoas, por mais que queiramos não teremos o controle da situação, principalmente se ficarmos com essa ideia fixa na cabeça de que temos que agradar a todos.

Desenvolva suas habilidades argumentativas e garanta boas relações profissionalmente, obtendo metas de modo cooperativo e construtivo sem gerar conflitos.

Mas para que isso aconteça existem alguns pontos importantes a serem trabalhados nas suas apresentações:

 

07 Passos infalíveis para fazer  apresentações de Alta Performance 

 

Para você realizar com confiança e credibilidade apresentações de alta performance, você  deve estar preparado e dominar o assunto. 

 

Os passos que você deve seguir para isso são: 

 

  • pesquisar os ouvintes,
  • pesquisar o assunto, 
  • fazer brainstorming sobre o assunto,
  •  mais pesquisa para ver o que estava faltando, 
  • elaboração estratégica do conteúdo e
  •  recursos visuais, 
  • treinar exaustivamente até chegar a uma apresentação impecável e ainda uma dose de informações adicionais que os ouvintes precisavam discutir na seção de perguntas. Uma apresentação convincente envolve tudo isso e mais um pouco. Seu produto final deixa os ouvintes satisfeitos, informados e inspirados para agir.

 

1- Pesquise seu público

 

Como coletar informações?

 

Menos é mais. Você já deve ter ouvido isso sobre o enfoque e a eficiência de informações. Tenha isso como objetivo na apresentação, mas esse minimalismo cuidadoso requer alguns passos estratégicos. 

 

Vamos revisá-los. Pense com calma. Reserve um horário sem interrupções para listar todas as informações possíveis de que seus ouvintes podem precisar. 

Faça uma pesquisa sobre origem de tráfego (whatsapp, Facebook,Instagram, site,Telegram etc) tipo de empresa  e mais. No Meets você consegue gerir suas leads e clientes e ter um mapa bem organizado dessas informações. Você pode criar sua conta teste e manter contato com nossa equipe para mais informações aqui.

Faça uma pesquisa sobre o tema em vários locais, livros, revistas científicas, internet, etc.

 

Não pense demais nos itens. Não critique suas escolhas. 

 

como fazer apresentações

 

Faça uma longa lista com todas as possibilidades. Defina perguntas de esclarecimento. A lista de assuntos possivelmente interessantes aos ouvintes ficará menor quando você pedir esclarecimentos ao seu contato — a pessoa que pediu a apresentação.

 

Use as informações coletadas para encurtar a lista e diminuir o escopo. Se não tiver acesso ao contato, peça a um colega que conheça os ouvintes. 

Procure temas e itens discrepantes.

 

  •  Existem assuntos dentro do mesmo tema na sua lista? 
  • Assuntos que naturalmente se agrupam? 
  • Categorias que certamente fazem parte do escopo da apresentação? 

 

Comece a agrupar esses itens e identificar os discrepantes, fora do escopo da apresentação, mas que ajudaram a gerar ideias no começo. 

 

Volte à pesquisa. Uma lista menor de temas vai te inspirar a pesquisar mais sobre o assunto.

 

Procure artigos recentes, estatísticas relevantes, histórias relacionadas ao assunto ou exemplos específicos de sucesso no setor. 

Reduza o escopo. 

As perguntas de esclarecimento, os temas levantados e a pesquisa adicional devem ajudá-lo a delimitar melhor o assunto. Agora sua lista de ideias deve estar reduzida a poucos itens claramente ligados à sua tarefa inicial e conter informações adicionais de apoio.  Dê atenção a alguns pontos cruciais para ajudar os ouvintes a entender a mensagem geral. Como deu para ver, a teoria do “menos é mais” envolve algumas etapas. 

Faça um rascunho traçando o passo a passo da sua fala, colocando-as em uma ordem lógica, permitindo uma boa transição entre elas.

 

 

O importante equilíbrio entre lógica e emoção

 

logica e emoção

 

Equilíbrio entre lógica e emoção

 

Aristóteles chamou os três pilares da influência de “etos” (apelo da credibilidade), “logos” (apelo lógico) e “pathos” (apelo emocional). 

Já falamos da credibilidade ao preparar uma apresentação, pois está relacionada a como ganhar a confiança e criar afinidade com os ouvintes. Agora vamos elaborar a mensagem equilibrando os outros dois pilares — lógica e emoção.

Vamos começar com o apelo lógico.

Esta parte da apresentação trata dos elementos visuais e verbais que ajudam os ouvintes a se lembrarem da mensagem principal e dos pontos de apoio. É como se fosse o roteiro da mensagem. Os ouvintes devem saber qual é o destino final e como vão chegar lá.

 Eis algumas perguntas para ajudá-lo na elaboração. O gancho da sua apresentação está ligado ao encerramento? O tema é mencionado verbalmente durante a apresentação? 

 

Por exemplo: Se o tema da apresentação  é credibilidade. É a base de todos os pontos, você deve mencionar na introdução e no encerramento. 

 

  • Há uma sequência lógica nos pontos principais e uma transição suave entre eles? 
  • Então, você revisa o Ponto A, relaciona-o ao ponto B, faz uma prévia do ponto B e começa a discuti-lo?
  •  Todos os pontos principais estão solidamente embasados?

 

 Mesmo se a apresentação for para informar, não para persuadir, demonstre conhecimento e mostre que pesquisou bem. O apelo lógico é mais forte com provas incluindo estatísticas, estudos, gráficos, pesquisas — sempre de fontes importantes, recentes e confiáveis.

 

 Como fazer apresentações ? Qual é o próximo passo? 

 

Depois de revisar os pontos principais, conclua o apelo lógico da mensagem organizando os próximos passos ou recursos adicionais.

 

Na sua apresentação, informações semelhantes no encerramento aumentam o apelo lógico da mensagem e o tornam um apresentador valorizado na organização. 

 

Agora vamos discutir o apelo emocional. Aristóteles disse: “Educar a mente sem educar o coração não é educação”. 

 

Essa é a citação mais emblemática de Aristóteles sobre apresentações. Ele fala diretamente da necessidade de equilibrar lógica e emoção, mas enfatiza a última. 

Ao planejar sua próxima apresentação, pense nestas formas de educar o coração.

Mostre emoção. O tom, a linguagem corporal e a energia têm que demonstrar grande interesse e entusiasmo pelo assunto. 

 

 A maior parte da sua mensagem virá da linguagem corporal e tom de voz. 

 

  • Escolha uma postura aberta e altiva. 
  • Use gestos grandes. 
  • Mantenha contato visual e incline-se na direção dos ouvintes, mostrando interesse e ligação.
  •  Varie a entonação da voz ao contar uma história ou descrever uma cena. 
  • Aumente ou diminua o volume para chamar atenção. Varie o ritmo da fala. 
  • Falar rápido nem sempre é ruim — transmite energia. Mas saber fazer uma pausa ou desacelerar é um dom.
  • Fale com convicção. Use um tom positivo e sempre demonstre energia e confiança no assunto.
  • A emoção é importante, mas sempre leve em conta o contexto e controle a emoção.
  •  Agora uma observação sobre a expressão facial. Caso se sinta à vontade, mostre entusiasmo. Se estiver falando sobre surpresa, demonstre-a. Sobre medo, mostre-o. Preocupação, também. 

 

Como vimos, o significado é traduzido mais rápido com sinais não verbais. Se o rosto e o corpo não demonstram as palavras, nunca se chega ao coração dos ouvintes. Fale de emoção. Use histórias cativantes. Escolha uma história envolvendo você ou algo que tenha lido. Sempre relacione as histórias ao tema central, ajudando seus ouvintes a acompanhar. Se não conseguir pensar em uma história, use um exemplo chamativo. 

 

Escolha bem a linguagem, usando palavras envolventes e vibrantes. 

 

Por exemplo: há uma diferença entre descrever alguém como educado e como insistentemente agradável; um aperto de mão firme e um aperto de mão enérgico; um comentário malicioso e um comentário sarcástico. 

 

Nas histórias e exemplos, avalie os ouvintes e encontre exemplos compatíveis.

 

No meu caso, os exemplos que uso com executivos não funcionariam com alunos de faculdade. Use ferramentas de linguagem para tornar o conteúdo atraente. 

 

Winston Churchill, o pai da linguagem poderosa, usava ferramentas como aliteração (1), como em “Produzindo a Proposta Perfeita”, ou repetição: “Escolhi um tema interessante; escolhi um tema envolvente; escolhi um tema importante”. 

 

Eu usaria isso na abertura de um discurso, oferecendo uma prévia em seguida. Antítese. Minha citação preferida de Winston Churchill foi durante a segunda guerra mundial. “Os gregos não lutam como heróis; os heróis lutam como os gregos.” E claro, humor e sagacidade, se estiver à vontade e for apropriado ao contexto. 

 

Faça uma lista das formas de acrescentar lógica e emoção ao conteúdo enquanto termina de organizar sua apresentação. 

 

A imagem do apresentador

 

A imagem que o apresentador transmite para a plateia é constituída por meio de elementos da comunicação verbal e não verbal, como vestimenta, vocabulário, tom de voz, postura, gestos, olhar. 

Veja abaixo os perfis mais comuns de apresentadores, as características de linguagem de cada um deles e a impressão que passam para o público:

 

AGRESSIVO

 

Voz- Tom alto, arrogante, insolente, autoritário, superior.

Postura- Linguagem corporal intimidativa.

– Nervoso, rígido, firme, impaciente.

– Olhar fixo no outro, mãos na cintura, batidas de pé.

  • Este perfil normalmente é rejeitado pelo público devido asua prepotência e ideia de superioridade.

 

PASSIVO

 

Voz- Tom baixo, manso, tímido, voz trêmula, ansioso, angustiado e inseguro.

Postura

– Linguagem corporal de submissão.

– Ombros caídos, vergado, mostrando insignificância.

– Olhar baixo, mãos no bolsos.

  • Este perfil normalmente é subestimado e ignorado pelo público, pois passa insegurança no que fala.

ASSERTIVO

 

Voz- Tom firme, seguro, confiante, modulado, relaxado e calmo.

Postura- Linguagem corporal descontraída e relaxada com movimentos abertos.

– Postura natural, bem posicionada, autoconfiante, corpo ereto.

– Olhar firme e bem distribuído.

– Roupas adequadas ao ambiente, com cores sóbrias e nobres.

– Ótima higiene pessoal, cabelo, unhas, barba, perfume agradável e suave.

  • Este perfil é admirado pelo público, ademais, estimado, pois todos querem ter tal desenvoltura ao falar em público.

Como organizar o conteúdo para fazer apresentações impecavéis?

 

Gosto de comparar uma apresentação bem organizada a um presente bem embrulhado. Pense nisso quando for fazer apresentações que encantam .Você olha para a embalagem e já quer abrir para ver o que tem dentro. Pense na sua apresentação como um presente e torne-a marcante dando atenção aos elementos a seguir. 

Enquanto abordo estes elementos, faça anotações para sua próxima apresentação e organize-a da mesma forma. 

 

Comece em grande estilo!

 

As primeiras palavras precisam conquistar a atenção dos ouvintes e convencê-los a ouvir. 

Se pensar de novo nas necessidades dos ouvintes, vai encontrar alguma estatística, história ou dados relevantes, ou um exemplo real que ligue rapidamente o assunto aos ouvintes. Sua energia e convicção ao falar são essenciais. 

Como Aristóteles dizia, o apelo ético é um grande componente de como os ouvintes veem você. Na abertura do seu discurso, você deve se mostrar à vontade e já ter praticado várias vezes, mas ainda se mostrar amigável e espontâneo. 

Revele o tema principal e o que vem a seguir. Para prender a atenção dos ouvintes, apresente rapidamente o tema principal e uma prévia das partes a seguir. Para que isso funcione bem, as partes de sua apresentação devem estar organizadas em uma sequência lógica como falamos acima.

Você pode seguir uma sequência cronológica ou priorizar os assuntos conforme aquilo que os ouvintes precisam saber primeiro, ou ainda elaborar os assuntos em um cenário de lições aprendidas. Seja qual for a organização dos pontos principais, facilite o acompanhamento por parte dos ouvintes.

 

Dê crédito a si mesmo. Além de sua credibilidade física e vocal, não tenha receio de mostrar orgulho do trabalho que fez ao preparar a apresentação. Faça isso de forma sutil, mas se você conversou com especialistas, leu relatórios e pesquisou artigos e estudos, mencione isso.

 

Se sua experiência anterior faz de você a pessoa certa para falar do assunto, mencione isso. Se você conta com supervisão de um respeitado membro da plateia, com certeza mencione isso.

 

Conecte os pontos. 

 

Dependendo da duração da apresentação, você deve ter de 2 a 4 pontos principais. Enquanto você os apresenta na sequência que definiu, lembre-se de fazer transições harmoniosas entre eles. 

 

Por exemplo: ao finalizar o Ponto A, termine com uma frase que o resuma e esteja logicamente ligada ao Ponto B. Desperte a curiosidade dos ouvintes falando um pouco do ponto B e depois se aprofunde no conteúdo. Ao avançar para o ponto C, revise brevemente os Pontos A e B e então os ligue ao Ponto C, aprofundando-se na relação. Finalize com confiança. O encerramento de uma apresentação convincente é tão importante quanto a abertura. 

 

É o melhor momento para discutir os próximos passos com os ouvintes, ainda ligando àquilo que importa para eles. Mantenha a energia. Relembre os pontos principais e sempre interligue o encerramento ao gancho inicial, para que o andamento seja harmonioso. Pode ser uma boa hora para fazer a transição para a seção de perguntas. Você está dando um presente aos ouvintes. Prenda a atenção deles desde o início e desembrulhe lentamente o conteúdo organizado para ajudá-los a dar o passo seguinte.

 

Seu próximo passo é esboçar seu próprio fluxo organizacional. 

 

Para mais dicas sobre Captação de clientes veja esse artigo aqui.

 

No próximo artigo você irá conhecer os outros passos para  fazer apresentações de alta performance.

 

Essa é uma contribuição do Meets para que sua equipe de vendas possa fazer apresentações de alta performance.

 

1- repetição de fonemas idênticos ou parecidos no início de várias palavras na mesma frase ou verso, visando obter efeito estilístico na prosa poética e na poesia (p.ex.: rápido, o raio risca o céu e ribomba ); aliteramento, paragramatismo.

 

Acesse o 2 artigo sobre o tema : Como fazer apresentações de Alta Performance

Tavares

Tavares

Deixe seu comentário

Posts Recentes

Sobre nós

O Meets foi concebido para tornar as coisas simples e práticas. Ao permitir que você visualize todo o seu processo de vendas acompanhando as atividades certas a serem realizadas.

Siga-nos

Vídeo Tutorial

Comece com conta GRATUITA!

Nenhum cartão de crédito é necessário.
Ao clicar em “Cadastre-se”, você concorda com a nossa Política de Privacidade

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies necessários para o seu funcionamento . Ao fechar este banner, rolar esta página, clicar em um link ou continuar a navegar de outra forma, você concorda com o uso de cookies. Mais informações

As configurações de cookies neste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você estará concordando com isso.

Fechar